Dicas

 

Quadro comparativo de idade homem x cão

fonte: Royal Canin

Quadro comparativo de idade homem x cão

1/5
 

Há alguns alimentos destinados ao consumo humano que podem apresentar riscos se ingeridos pelos pets, seja por toxicidade ou por características físicas (textura, rigidez). Dentre os alimentos tóxicos, podemos citar: uva, abacate, carambola, chocolate, nozes, cebola e alho - apresentam dificuldade de metabolização pelos cães e gatos e podem gerar irritações gástricas. Cuidado ainda com os caroços de frutas e os ossos de aves e peixes, pois podem causar perfurações e obstruções.

Quando for oferecer um petisco para seu animal, procure aqueles que são adequados para este fim, como os biscoitos e bifinhos industrializados.

 

Alimentos Perigosos

 

Alimentos perigosos para cães e gatos
Cuidados com o calor. Por: Patas Therapeutas

Calor

 

Bolas de pelo

 

Com hábito de se lamberem para higienização, os gatos ingerem seus pelos que podem formar verdadeiras “bolas” no trato digestivo. Essas bolas de pelos reduzem o trânsito intestinal, provocam vômitos, perda de apetite e retenção das fezes. Para minimizar este problema, recomendamos o uso sistemático de uma pasta, por via oral, que promove o bom funcionamento do trato gastrointestinal, ajudando a eliminação destes tricobezoares (bolas de pelos).
A escovação dos pelos do animal também pode reduzir a formação de tricobezoares, por promover remoção de pelos mortos, que, futuramente, seriam ingeridos.

 
 

Imagem: Patas Therapeutas

Essa cirurgia traz vários benefícios e leva a um aumento na longevidade dos animais. Para as fêmeas evita crias indesejadas, fugas e brigas, comportamentos agressivos, gestação psicológica (pseudociese), infecção uterina, tumores uterinos, tumores ovarianos e diminuição de risco de tumores mamários.
Para os machos, também reduz fugas e brigas e os comportamentos agressivos, além de diminuir o hábito de demarcação territorial e evitar tumores de testículo e de próstata.
A cirurgia de castração pode ser realizada a partir dos 6 meses de idade, tanto para machos quanto fêmeas, cães ou gatos.

Castração

 

 
 

Mantenha a escovação dos pelos do seu cão no mínimo 3 vezes por semana, com a escova certa para cada raça. Desta forma quando ele vier para o banho e tosa, a pelagem permitirá o trabalho perfeito. Lembramos  que em alguns casos não é possível desembaraçar o pelo tal estado em que se encontra, sendo necessária a tosa total.
Os banhos podem ser realizados semanalmente ou quinzenalmente, dependendo da necessidade individual.

Escovação

 

Liteira

 

Para os gatos, é essencial que se disponha de liteiras ou “caixas de areia” pela casa para que eles façam suas necessidades nestes locais. A higienização da liteira deve ser diária e a areia sanitária reposta sempre que preciso, já que os gatos se recusam a usar um “banheiro” sujo!
Pode-se usar a regra de uma caixa de areia por gato e mais uma extra para maior conforto e bem estar dos animais. O granulado a ser usado depende da adaptação do gato, podendo ser de argila, sílica, trigo ou outro material da preferência do proprietário. 

 

Mau hálito

 

Para evitar o mau cheiro comumente causado pelos cálculos dentários (tártaros), procure escovar diariamente os dentes com pastas e escovas especiais para cães. Depois da formação do tártaro é necessário que o veterinário faça a remoção do mesmo. Pergunte sobre o tratamento dentário e profilaxia.

 
 

Pulgas e carrapatos

 

Principalmente para os cães que fazem passeios com maior frequência, deve ser feito um controle destes parasitas com medicações tópicas e pelo tratamento do ambiente em que reside, com a utilização de produtos específicos.
O controle dos ectoparasitas é muito importante, tanto nos cães como nos gatos, já que podem desenvolver doenças graves pela picada dos parasitas.

Pulgas e carrapatos, larvas e ovos de pulga, transmissão para cães e gatos

Imagem: Divulgação Frontline